Regata OS

Configurando quais aplicativos devem ser executados com a GPU dedicada do notebook com o PRIME Settings


Para aprimorar ainda mais a experiência dos donos de notebooks com gráficos híbridos, decidimos que o Regata OS deveria executar por padrão, quando suportado, determinados aplicativos com a dGPU (GPU discreta) ao invés da iGPU (os gráficos integrados do processador, seja ele Intel ou AMD). Contudo, é importante que os usuários possam escolher quais aplicações devem ser executados com dGPU, algo que agora é possível ser feito com o aplicativo PRIME Settings.

Na primeira tela do PRIME Settings, é possível ativar ou desativar a execução de aplicativos com a dGPU do notebook. Atualmente, este recurso só está disponível com os drivers open source, o que não deixa de ser uma boa notícia para aqueles que possuem notebooks equipados com GPUs dedicadas da AMD.


Na sessão "Configurações", é possível habilitar o "Reverse PRIME", o que é bastante útil para cenários onde a GPU dedicada (dGPU) não possui saídas (como HDMI e DisplayPort) acessíveis pelos gráficos integrados (iGPU) do processador. Mas ao habilitar o recurso, por padrão, a iGPU renderizará as imagens para só depois passá-las para a dGPU.


No entanto, o desempenho pode ser lento ao usar a iGPU para realizar a renderização da imagem de todas as saídas. Para melhorar esta situação, também é possível fazer a renderização pela dGPU. Basta você escolher no aplicativo se deseja usar a GPU "Integrada" ou "Dedicada" (será necessário fazer logoff no Regata OS). Este recurso também é suportado pelo driver NVIDIA.

Na sessão "Sistema" você encontra algumas opções para obter informações sobre o seu hardware e também pode executar um simples testes com a GPU dedicada do seu notebook.


O que fazer quando um aplicativo não está na lista de apps suportados do PRIME Settings para que eu possa habilitar a execução com a dGPU?

Nem todos os aplicativos foram adicionados no PRIME Settings. No entanto, você também pode dar sugestões de apps para que possamos adicioná-los à lista de aplicações suportadas. Mas isso não é tudo!

Também é possível abrir aplicativos que ainda não foram incluídos na lista de suportados, clicando com o botão direito do mouse sobre o atalho do app na área de trabalho e indo em Ações → Executar com a GPU dedicada, como mostra a imagem logo abaixo:


A lista de aplicativos que agora devem abrir por padrão com a dGPU, inclui o Steam, Gimp, Darktable, Inkscape, Corel AfterShot Pro 3, Blender, Nuke, DaVinci Resolve, Lightworks, Krita, Gravit Designer, OBS Studio, Dolphin Emulator, PCSX2 e Kdenlive.

Com o seu feedback, esperamos aprimorar ainda mais o recurso, adicionar mais aplicativos na lista e implementar o suporte para o driver NVIDIA.